Aletria com Ovos

A aletria com ovos é um doce tradicional de Natal, típico da região norte de Portugal. Este doce de colher é uma alternativa ao arroz doce, sendo o modo de confeção muito idêntico.

Há algumas variantes da aletria, com ou sem ovos, mas basicamente a receita consiste em preparar a massa que lhe dá o nome (aletria) cozida em leite, ovos, açúcar e limão, sendo polvilhada depois com canela.

Ingredientes:

  • 100 g de aletria
  • 150 g de açúcar
  • 3 gemas
  • 400 ml de leite
  • 50 g de manteiga
  • casca de 1 limão
  • canela p/ polvilhar

Confeção:

Mergulhe a aletria num tacho com água a ferver durante uns 5 minutos. Passado esse tempo, escorra bem a massa.

Leve o leite ao lume com a casca de limão, o açúcar e a aletria escorrida. Deixe cozer até a massa estar tenra.

Quando a aletria estiver cozida, retire o tacho do lume e junte a manteiga.

À parte, bata as gemas e junte um pouco do caldo da massa sempre, mexendo para aumentar a temperatura das gemas sem as talhar.

Junte a mistura com as gemas à aletria e leve ao lume, moderado, para que as gemas cozam ligeiramente. A aletria deve ficar com um pouco um pouco de liquido, porque este vai assentar depois de ir ao frigorífico | geladeira.

Sirva a aletria polvilhada com canela, tradicionalmente num padrão cruzado.

SUGESTÃO:

Com as claras que sobraram da preparação da aletria, faça uma receita tradicional de Beja com origem na doçaria conventual – os afamados e deliciosos Tosquiados (receita AQUI).

Pudim Flan da Estremadura

O pudim flan, conhecido no Brasil como pudim de leite, não tem uma origem bem definida. Acreditou-se durante muito tempo que derivava da doçaria conventual, desenvolvida no país a partir do séc. XVI. No entanto, não há registos fidedignos acerca da origem deste doce, que é atualmente a mais conhecida receita de pudim, mas crê-se que terá surgido na região da Estremadura, muito provavelmente em Lisboa.

Veja como preparar este magnífico doce de colher, fácil de preparar e económico, capaz de fazer as delícias de quem o saboreia.

Ingredientes:

Para o pudim
  • 500 ml de leite
  • 6 ovos
  • 6 colheres (sopa) de açúcar
Para o caramelo
  • 200 g de açúcar

Confeção:

Prepare o caramelo e barre com ele uma forma de pudim. Reserve.

Para o pudim, bata os ovos com o açúcar.

Aqueça o leite e junte-o, pouco a pouco, ao preparado anterior.

Deite a mistura na forma caramelizada, tape e leve a cozer em banho-maria, durante 40 a 45 minutos.

Retire do forno ainda mole e desenforme o pudim depois de bem frio.

Dica:

Se pretender cozer o pudim na panela de pressão, coloque um pano molhado e dobrado no fundo e cobra-o com aprox. 2 cm de altura de água, introduzindo depois a forma de pudim tapada.

Feche a panela e leve a cozer em lume moderado. Quando levantar pressão, reduza o lume para o mínimo e conte entre 10 a 12 minutos.

Retire a pressão e depois a forma da panela. Desenforme o pudim depois de frio.

Aletria da Mila

A receita para uma sobremesa deliciosa ou para saborear, com toda a família, na ceia de Natal.

Ingredientes:

  • 1 casca de limão ou laranja
  • 1 pau de canela
  • 1 pitada de sal
  • 2,5 litros de leite
  • 250 g de aletria
  • açúcar q.b.
  • canela em pó p/ polvilhar

Confeção:

Leve 1 litro de leite ao lume, com a casca de limão ou laranja, o pau de canela e o sal. Quando ferver, junte a aletria já partida.

Mantenha o restante leite quente e, quando a aletria começar a engrossar, vá-o juntando.

Assim que a massa estiver cremosa e cozida, junte o açúcar a gosto.

Retire o pau de canela e a casca do citrino.

Ponha a aletria numa travessa ou em taças individuais e sirva com muita canela.

Doce de Leite e Mel

Esta deliciosa sobremesa, a lembrar as tradicionais tigeladas, é feita à base de leite, mel e ovos. Para deixar o doce com um sabor e aroma verdadeiramente envolventes, são adicionados os tradicionais canela e limão.

Ingredientes:

  • 1 casca de limão
  • 1 colher (café) de canela
  • 1 colher (café) de sal fino
  • 1 colher (sopa) de farinha maisena
  • 300 ml de mel
  • 750 ml de leite
  • 8 ovos

Confeção:

Ligue o forno a 180º C.

Unte um recipiente de barro com manteiga e polvilhe com açúcar. Reserve.

Misture a canela com a fa­rinha maisena. Junte-lhes 50 ml de leite frio e mexa bem até dissolver.

Coloque o res­tante leite a ferver, juntamente com o sal e a cas­ca de limão, retirando esta quando o leite ferver.

Bata os ovos e incorpore-os no leite com maisena e canela.

Junte o mel ao leite quente e deite sobre a mistura anterior, mexendo sempre.

Passe por um coador de rede e coloque no recipiente de barro que preparou no início.

Leve ao forno cerca de 50 minutos.

Dica:

Se a meio da cozedura o creme começar a queimar muito, tape com uma folha de papel de alumínio.

Bolachas de Canela

Quem não se lembre de, em criança, deixar umas bolachas de canela com um copo de leite, junto à chaminé, para aconchegar o Pai-Natal, atarefado com a entrega das prendas… A descrição faz parte do nosso imaginário, mas as bolachas ainda hoje são bem reais, apelando-nos pelo seu inconfundível aroma e sabor a canela, que as tornam irresistíveis.

Embora sejam um doce tradicional da época natalícia, estas bolachas podem ser degustadas em qualquer ocasião, confecionadas com formatos diferentes, atendendo à época em que são feitas. Leve as crianças para a cozinha e faça com elas estas bolachas deliciosas de canela, muito simples, que ficarão com certeza associadas a momentos de amor, cumplicidade e muita diversão.

Ingredientes:

  • 150 g de margarina à temperatura ambiente
  • 2 colheres (sopa) de canela em pó
  • 2 ovos
  • 200 g de açúcar
  • 300 g de farinha de trigo

Confeção:

Peneire a farinha para uma bacia e abra uma cova ao centro onde deita os ovos, o açúcar e a canela. Em redor, coloque a margarina em pedaços pequenos e amasse rapidamente até a massa ficar homogénea e moldável.

Faça uma bola e forre-a com película aderente, colocando depois no frigorífico por uma hora.

Aqueça o forno a 180º C.

Unte e forre o tabuleiro com papel vegetal. Reserve.

Quando tirar a massa do frio, estenda-a numa superfície lisa, ligeiramente enfarinhada, esticando com o rolo de cozinha até atingir a espessura de ½ cm, aproximadamente.

Corte a massa em vários formatos (poderá usar formas próprias para o efeito) e leve a cozer durante 10 a 15 minutos.

Quando as bolachas estiverem cozidas, deixe que arrefeçam completamente e guarde numa embalagem bem acondicionada.

Sugestão:
  • Polvilhe as bolachas com açúcar e/ou canela antes de as levar ao forno.